Postagens

Que vinhos degustar no verão?

Imagem
Aos consumidores de vinhos, o verão pode não parecer uma época muito apropriada para o seu consumo. Isso porque, as baixas temperaturas do inverno, associadas a refeições mais elaboradas, levam à vinhos que aquecem, como os tintos e encorpados. Se as uvas tintas dominam a estação mais fria do ano, o verão é marcado pelos brancos, rosés e espumantes, que são mais leves, refrescantes, podem ser servidos gelados e ótimos para beber entre amigos.

Para escolher bons rótulos, você deve procurar por vinhos gastronômicos e vinhos aperitivos. Os vinhos gastronômicos são aqueles que harmonizam com uma boa variedade de alimentos, como frituras, queijos, carnes e frutos do mar. Já os vinhos aperitivos são aqueles que podem ser bebidos sozinhos, sem estarem acompanhados de comida, proporcionando leveza e refrescância, com uma acidez bem equilibrada. Por isso, para o verão escolha vinhos refrescantes, de preferência os que são servidos gelados, como os espumantes vinhos brancos e rosés. Os espumantes…

Drinks para brindar o verão

Imagem
O verão é a estação para vivenciar momentos divertidos e brindar com a família e/ou amigos. Para isso, nada melhor do que preparar drinks diferentes e refrescantes!

Aqui você confere algumas receitas fáceis de fazer e que agradarão seus convidados.
Black Velvet Ingredientes: - Cerveja preta (que não seja doce) -  Espumante bem gelada Como fazer: Em uma taça fina, coloque os ingredientes e sirva imediatamente.
Drink de Morango com Champagne Ingredientes: - 1 lata de leite condensado - 1/4 de lata de creme de leite - 1 medida de lata de champagne - 1 bandeja de morangos médios - Cubos de gelo Como fazer: Bata os morangos, o creme de leite e o leite condensado no liquidificador até ficar homogêneo. Despeje o champagne e o gelo e misture. Cocktail Agripino Ingredientes: - 10ml de vodka cítrica - 1 bola de sorvete de limão-siciliano - 40ml de espumante - 1 tira de casca de limão-siciliano ou de laranja para decorar Como fazer: Bata ligeiramente a vodca e o sorvete no liquidificador. Em uma taça, despeje a mistur…

Como conservar o espumante depois de aberto?

Imagem
Muitas vezes por um motivo ou outro não bebemos uma espumante por inteiro. E não há problema nisso, pois eles podem ser consumidos no dia seguinte, com possibilidade de ainda estarem agradáveis (em alguns casos) até 5 dias após abertos.

Assim, a melhor maneira para conservar a bebida é utilizar a tampa para espumante. O acessório conserva o gás carbônico, mantendo a pressão e todas as características do espumante. Aprenda um pouco sobre a tampa para espumante com nosso sommelier Rodrigo Webber:

Além disso, aconselha-se manter o espumante na geladeira ou na adega climatizada em pé, de preferência na temperatura de 6-10°C. É importante evitar a porta da geladeira já que a movimentação pode ocasionar liberação de oxigênio e provocar a expulsão da tampa.
Na Boccati você encontra a tampa para espumante italiana WAF em plástico ou metal.
Tim tim!

Como harmonizar sua ceia de Natal

Imagem
Uma das melhores épocas do ano está chegando, a noite de Natal e, adicionar um bom vinho à mesa deixará esse momento ainda mais perfeito. Para ajudar, seguem algumas dicas de harmonização com os pratos mais tradicionais da ceia natalina.
Peru: Com sabor marcante, harmoniza com tintos de média estrutura e acidez agradável, sem excesso de teor alcoólico. Um Pinot Noir do Velho Mundo e os tintos portugueses do Douro são excelentes opções.
Carnes Suínas: Podem ser harmonizadas com vinhos tintos ou brancos. Pernil e costelinha que são mais gordurosos combinam com os vinhos espanhóis da casta Tempranillo, com o Pinot Noir do Novo Mundo ou com o Merlot tradicional. Já lombinho e picanha suína que são carnes mais suaves, pedem vinhos brancos, como Sauvignon Blanc brasileiro ou chileno ou um Chardonnay com notas de madeira mais acentuadas.
Bacalhau: Para pratos com bacalhau, dê preferência aos vinhos aromáticos e jovens, brancos com algum corpo e perfumados, com acidez, sem madeira, jovens e fru…

Espumante Brut, Demi-Sec ou Moscatel?

Imagem
Está chegando a hora de brindar a chegada de 2018. E qual é o melhor espumante para acompanhar a refeição da virada? Essa é uma dúvida muito comum e a classificação do espumante auxilia na escolha dos rótulos!
A classificação do espumante pode se dar em relação a quantidade de açúcar que o vinho possui:  Brut: para quem aprecia um espumante seco, possui teor de açúcar variando de 8g/l a 15g/l.Demi-sec:para quem aprecia um espumante meio doce, possui teor de açúcar variando de 20g/l a 60g/l.Moscatel:para quem aprecia um espumante doce, possui teor de açúcar variando de 60g/l a 80g/l.
Além desses tipos de espumantes, existem também o Nature que émuito seco e possui menos de 3g/l e o Extra-Brut, também muito seco e possui teor de açúcar variando entre 3g/l a 8g/l.
Outra forma de classificação dos espumantes é relativa ao método da segunda fermentação, que podem ser basicamente de duas maneiras: Método Charmat: através do método Charmat, dentro de grandes tanques, geralmente utilizado nos espu…

Vinhos e churrasco: aprenda a harmonizar

Imagem
Eles combinam sim! Para quem curte servir churrasco com um bom vinho, é importante saber que não há um estilo único de tinto indicado para harmonizar. A harmonização vai muito além, deve-se prestar atenção no modo de preparo, temperos, molhos e quantidade de gordura da carne para então escolher o vinho. É importante destacar que sal e tanino são duas coisas que não combinam, por isso, quanto mais salgada a carne, menor deve ser o tanino do vinho (e vice-versa). No caso de a carne ser gordurosa, pode-se degustar rótulos com maior acidez e taninos para amenizar a gordura que envolverá o paladar.
Abaixo algumas dicas para você harmonizar com cada tipo de carne:
Picanha

É tradicionalmente uma carne macia, fibrosa e com uma capa de gordura. É fácil e rápida de preparar e deve-se manter a gordura para que o sabor e a maciez sejam acentuados. Para garantir uma boa harmonização, sugere-se um Malbec. O argentino Nieto Senetiner Emilia Malbec é uma boa pedida, vinho seco, encorporado com acidez el…

Boccati representa Riedel no Brasil

Imagem
Empresa austríaca é conhecida como a inventora das taças  específicas para cada varietal do vinho
A coordenadora de comunicação da Boccati, Eduarda D´Agostini, viajou para a cidade de Kufstein, na Áustria, para receber um treinamento na Riedel, empresa que produz algumas das melhores taças e decanters encontrados no mercado mundial. Nos dias 17, 18, 19 e 20 de outubro, Eduarda recebeu treinamentos para se tornar Embaixadora da marca Riedel no Brasil. Além da capacitação, também visitou a fábrica artesanal na Áustria e as fábricas que ficam na Alemanha, em Amberg e Weiden, onde a linha de montagem é totalmente automatizada. Com o título de Embaixadora, a coordenadora de comunicação também pode divulgar a marca Riedel no Brasil e ministrar degustações. “Vejo que é papel da Boccati manter-se atualizada e trazer sempre novidades e produtos de extrema qualidade para nossos clientes apreciadores do mundo do vinho e da gastronomia”, afirma Eduarda.
Eduarda e Georg J. Riedel, da 10ª geração da f…